19/02/2014

Carlos Hermes cobra ações urgentes para os estragos das chuvas

Foto: Blog do João Rodrigues
            As enchentes e falta de estrutura tiveram destaque nesta quarta-feira (19) na Câmara Municipal. De acordo com blogues locais, Imperatriz recebeu em 24 horas, a chuva prevista para 15 dias. O resultado foram ruas cortadas e intrafegáveis e a revolta de muitos moradores que perderam móveis, casas e outros bens.
            O vereador Carlos Hermes (PCdoB) destacou que, apesar da culpa não ser somente da prefeitura, esta poderia amenizar a condição em obras como limpeza dos riachos e córregos como Bacuri, Cacau e Capivara.
“Estou, como toda a cidade, consternado com este sofrimento. Os prejudicados são os mais pobres e os que moram perto dos riachos. Compreendo que jogar lixo ajuda e que a situação assola todo o país, mas preciso ressaltar que o povo quer muito menos o prefeito e muito mais a prefeitura por meio de ações administrativas”.

            A oposição denunciou que empresas e casas particulares estão em locais irregulares e que ainda não foi realizado o mapeamento de áreas de risco do município. Prevê-se que construções como as do Shopping Imperial, feita em cima de uma bacia de água, resultarão em graves problemas.

            Na reindicação de drenagem e asfaltamento da Rua Dom Pedro II, no Parque Anhanguera, Hermes cobrou a aplicação da verba de R$5 milhões, fruto de um convênio entre a prefeitura e o Governo Estadual. 

Juliana Carvalho

2 comentários:

  1. Falta da estrutura por parte da prefeitura; e falta de educação da população que joga lixo nas ruas e riachos.

    ResponderExcluir

Fique à vontade e seja bem vindo ao debate!